Em tempo de WhatsApp…

Acho engraçada esse novo tipo de relação que se estabeleceu: aquela vivida pelo WhatsApp. Nos grupos ou no privado, geralmente começa com um bom dia. Às vezes vira o dia e o papo se encerra e, reinicia, da mesma forma. No início da semana vem acompanhado de uma mensagem de incentivo: “uma semana abençoada/iluminada pra você (s)” ou “coragem, hoje é segunda-feira”. Pra se tornar fofa, vem seguida pelo emoticon dando beijinho e coração. O problema não está só na superficialidade dessa conversa e sim, no seu desenrolar ou muitas vezes encerrar. As pessoas estão, de fato, te desejando aquilo ou é uma mensagem automática?

Mais que isso, os indivíduos estão sempre preocupados em compartilhar imagens na praia, no almoço em família, no reggae com você e demais amigos. São sempre momentos felizes e contentes. Satisfeito por estes, coloca as palminhas ou as mãos agradecendo pra celebrar. Mas e o cotidiano, é assim? Alguém compartilha o dia exaustivo, a TPM ou o estresse com o chefe/cliente? Bem difícil.

Acho que falta, muitas vezes, receber mensagens assim: “como vai você?”, “estou com saudade” e até “preciso de um abraço/ombro amigo”. É raro. É possível transceder as barreiras do app e, mesmo que utilizando o recurso da tecnologia, pegar o smartphone e fazer uma ligação. Se você conhece aquele do outro lado da linha, entende pelo tom de voz, pelo jeito de articular uma frase e até pela respiração. Parece bobo, mas não é. É saudável e necessário.

Você pode concordar, achar todo esse relato conversa pra boi dormir e até relutar. Mas, tô aqui pra compartilhar o que sinto. Me falta esse carinho a distância, dessa curiosidade real em saber como foi o meu dia, de ouvir a voz desses amigos ao me interrogar ou sacanear com aquelas piadinhas bobas. De não ter também, que interpretar nas entrelinhas das poucas frases.

Gostaria de compartilhar mais sobre mim e, também, ouvir mais daquele que está do outro lado – no telefone ou na mesa. Seja numa ligação, num encontro real, num cartão de aniversário, no sms saudadoso e menos nesses papinhos rasos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s