Inferência noturna…

Dia-a-dia a rotina se repetia. De fato, não há nada pior do que despertar cansado e exausto daquela velha rotina. Volta e meia me pegava olhando para o relógio e pensando: “será que esse dia infernal não acaba?”. O problema que esse inferno não durou apenas um dia. Aliás, muito mais. Muito mais do que 365 dias. Não, mais, muito mais. Essa aflição perdurou por alguns meses.

Nesse meio tempo quando os dias se arrastavam, eu me escondia no meu mundo e observava o tempo passar. E passou. Mergulhada em angústias, tristezas e frustrações, me encontrei na lanterna dos afogados. No fundo do poço. Foram dias difíceis e solitários. Mesmo rodeada de muitos amigos e familiares, eu não deixava que a tristeza que sentia contagiasse a ninguém, só a mim mesmo. Vai ver esse era o meu defeito, sofrer calada.

Cansei. Da rotina, da falta de planos e, também, da falta de excitação pela vida. Os dias eram sempre cinzentos, sentia a ausência de cores, de amores e de estímulo. Até que num despertar, enxerguei um arco-íris que me convidava a uma nova era. Cansei do cansaço, da fadiga e da insatisfação. Resolvi mudar o tom da vida. Estipulei metas, obedeci aos prazos e resolvi seguir adiante. Graças a Deus eu resolvi fazer isso por mim, senão essa história poderia ter um outro fim.

Hoje, o maior prazer que tenho é dizer que estou bem. E agradeço primeiramente a Deus. Depois, a mim. Pode soar esquisito e egoísta, mas a mudança só vem com o querer. Esse é o primeiro passo. Eu quis, lutei e vou vencendo. Porque não existe batalha de um dia só. Pelo contrário, cada dia uma nova missão, um novo duelo. Lutamos diariamente com nossos medos, receios e dúvidas. Mas, são esses combates diários que nos estimulam, tornam a vida mais intensa e prazerosa.

Prontamente agradeço àqueles que estão ao meu lado. A família que acolhe e acredita em mim acima de qualquer suspeita. Aos amigos que confiam no meu potencial e nunca duvidaram da minha força. Aos colegas que sempre me estenderam a mão ou contribuíram apenas com uma palavra elogiosa. Foi a partir de tudo isso que refiz a minha vida e passei a acreditar novamente em mim.

Retomei o meu brilho no olhar, recuperei verdadeiramente o significado do meu nome. Para quem não sabe, o meu nome tem origem grega e significa “cheia de alegria”. Agora, posso dizer de boca cheia e coração aliviado que retomei essa definição. A rotina do cansaço cedeu espaço para alegria e o prazer de existir. Sei que nessa caminhada encontrarei percalços e dificuldades, mas serão encarados com mais disposição e entusiasmo. Porque eu estou e permanecerei bem.

A maior lição que tomo de tudo isso, é que a partir de agora, cuidarei mais de mim. Do meu bem estar, da minha felicidade. Retomei a crença que estava perdida. O mundo pode até pensar que eu vou desistir ou falhar. Errar é humano, mas agora tenho forçar para reverter os erros e seguir em frente. Foi a vida que me ensinou e impulsionou a mudar. Eu resgatei tudo de bom que havia deixado de lado. Retomei a minha fé e o meu poder de acreditar na vida, nas coisas, nas pessoas. Afinal, “cada um de nós compõe a sua história. E cada ser em si, carrega o dom de ser capaz, e ser feliz…”.

Anúncios

Um comentário sobre “Inferência noturna…

  1. Muito FELIZ por vc ter voltado a ser vc mesma, um ser humano de bem com a vida, feliz, alegre, divertida, iluminada de todas as formas, obrigada meu DEUS pela oportunidade de ter nesta vida filhas maravilhosas. TE AMO MUITO. BEIJOS NO SEU CORAÇÃO. SUA MAMÃE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s