Trânsito de Salvador: uma missão impossível!

Voltemos ao dia 1º de novembro, véspera do feriado. O dia transcorria normalmente, a mesma rotina, dia tranquilo. Trabalhei no período da manhã, mas reservei a período da tarde para realizar o ecocardiograma, previamente marcado para a data, as 14h30. Almocei meio dia no trabalho e saí às 13h para pegar o ônibus para o Centro Médico do Vale, que está localizado no Canela. Tudo estava correndo normalmente, até que o ônibus resolveu demorar. Só conseguir pegar o Vale dos Rios – Stiep R4, no ponto do Sarah às 13h30. Pelas minhas contas, uma hora seria suficiente para chegar ao destino.

Esperei cerca de meia hora pra pegar a condução, o que acarreta em um buzu geralmente lotado. E assim estava. Além do mais, para me irritar e tirar a pouca paciência que tenho, fazia um calor infernal. Ao passar pela Ligação Iguatemi-Paralela (LIP), percebi o engarrafamento que já se formava, tentei me distrair ouvindo música no celular. Os minutos iam passando, e o ônibus quase não saía do lugar. Após meia hora dentro do coletivo, comecei a ficar aflita, já que ainda estava parada em frente ao Detran. Imaginei que mais 30 minutos não seriam suficientes para chegar ao Canela, mas persisti.

Após milhares de olhadas no relógio, percebi que o tempo era inversamente proporcional “a viagem do ônibus”. Já eram 14h15 e ainda estava fazendo o retorno da Rótula do Abacaxi sentido Iguatemi. As chances eram nulas de conseguir chegar no horário na consulta. O jeito era desmarcar. E assim o fiz. Consegui remarcar o ecocardiograma para o dia 8 de novembro, 15h30. Depois dessa caótica experiência de pegar engarrafamento 13h, acho melhor sair este mesmo horário para dessa vez conseguir chegar a tempo de realizar o exame. Não posso de forma alguma remarcar, já que dia 9 tenho consulta com o cardiologista para entregar o resultado deste e de outros exames.

Já que remarquei a consulta durante o caminho, resolvi saltar do ônibus no Rio Vermelho para voltar pra casa, já que seria totalmente inviável retornar para Avenida Tancredo Neves, local que trabalho. Aproveitei que cheguei cedo em casa para tomar um banho e descansar. Antes disso, porém, liguei novamente para Medial Saúde para marcar a polissonografia, que ainda não possui a resposta de onde devo realizar o exame. Fui indicada pela atendente ao retornar a ligação na sexta-feira no final da tarde, já que quarta era feriado, portanto não era dia útil. Caso ainda não tenham uma resposta, devo ligar para o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do plano de saúde para abrir uma reclamação. Agora, só me resta esperar. #Oremos

Anúncios

Um comentário sobre “Trânsito de Salvador: uma missão impossível!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s